quinta-feira, 13 de maio de 2010

O cuidado com as Ovelhas - Lição 7

INTRODUÇÃO - Leituras sugeridas: Sl 23, Am 3.12; Jr 22.17; 22.9-14

"Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas" - Jo 10.11
Cabia aos sacerdotes, profetas e reis a responsabilidade de apascentar, guiar,  governar, santificar e interceder pelo povo, além de trazer conhecimento de Deus ao povo e de fazer que entre estes e Deus houvesse um porta-voz, contudo, eram todos negligentes e irresponsaveis. Havia suborno [Jr 22.17], defraudações [Jr 22.13-14] e enganos de falsos profetas [23.9-12], pelo que Deus deu tempo para arrependimento.

Realmente os sacerdotes, profetas e reis não estavam cumprindo a sua missão outrora recebida.

O rei Davi sabiamente usou a metáfora de Deus como Pastor denotando o trato com o povo e as ovelhas. O rei não somente administrava, não somente cumpria o seu papel como rei, mas conduzia o povo para perto de Deus, e, assim também, os sacerdotes e profetas. Todos, se esqueceram de suas obrigações e vocações, pelo que Deus chamou ao profeta Jeremias.

I. O QUE É UM PASTOR - Leituras sugeridas: 1 Pe 5.1-8; At 6.4

A Bíblia define a figura do pastor como sendo de suma importância, no que diz respeito às suas responsabilidades. Não podemos usar este espaço para criticar nossos pastores. Nem tampouco para diminuir as funções inerentes à sua vocação dizendo que ele é um mero administrador, posto que seu ofício vai mais além. Senão, vejamos as suas obrigações:

1. Obrigações do pastor – visto que o pastor atua junto às ovelhas, ele então cumpre a missão do rei em governar/aconselhar [1Sm 9.16] o povo fazendo que não se afastem dos propósitos de Deus. Também cumpre a missão do profeta quando preserva o conhecimento e vontade de Deus [Ez 2.1-10], sendo porta-voz. Também cumpre o papel de sacerdote quando santifica/representa o rebanho diante de Deus [Hb 5.1-3].

Será que podemos admitir que o pastor de tempo integral tenha a missão de tão somente ministrar a Palavra de Deus e de orar? Realmente eu, particularmente acho muito pouco. Hoje alguns pastores nem vem mais nas vigílias, e, muitas vezes outros pastores pregam no lugar do pastor titular. Sem dizer que as pessoas enlutadas não estão sendo visitadas, muito menos as doentes que além não serem visitadas e receberem orações, não recebem santa ceia. E os filhos de crentes afastados?

Antigamente, os pastores visitavam mais, porém com a criação do “gabinete pastoral”, acabaram-se as visitas e as pessoas estão procurando os psicólogos não cristãos para serem aconselhadas e tratar de suas feridas espirituais.

Hoje, os pastores estão trabalhando, digo, pregando menos, visitando menos, orando menos. Claro, temos exceções, porém, deveriam ser regra.

II. OS PASTORES DE ISRAEL – Leituras sugeridas: Gn 18.19; 1 Sm 16.11; Ez 34.5; Is 44.28; Is 61.6; Jr 2.8; Ezequiel 34; Am 1.1; Jr. 2.8; 5.13; 26.8; At 20.27

A função dos Reis, sacerdotes e profetas, no que diz respeito em guiar o povo pelos propositos divinos, obediência às leis divinas, sem contudo, eles próprios descumprir essas mesmas leis, eram estes então, comparados a pastores de ovelhas. Abraão [Gn 18.19], Moisés, Josué, cada um deles guiou o povo através da lei divina, e todos tiveram êxito.

1. Os Reis – Deus sempre usou os reis para pastorear [Ez 34.5], guiar o seu povo. Haveria de ser vocacionado por Deus e até um gentio Deus designou para pastorear seu povo. Os destaques aqui são: Melquisedeque [Gn 14.18-19], rei e sacerdote, pelo qual Abrão ofereceu sacrifício ao Deus altíssimo; Davi [1Sm 13.14; 1Sm 16.7, 13] pastor que enquanto obediente a Deus, foi modelo aos demais; Josias [2Rs 22.1-2].

2. Os sacerdotes – Tinham como função sacrificar pelo povo, especialmente o sumo-sacerdote. Eram eles que faziam que o sangue do cordeiro tirasse o pecado dos homems. Porém, no tempo de Jeremias, não estavam a fazer o seu papel [Jr 1.18; 2.8]. Estavam os sacerdotes adorando deuses falsos [Jr 2.23; 2.26-27; 7.9; 9.14; Jr 32.35]; não consultavam a Deus [Jr 5.31]; queimavam seus filhos a Baal [Jr 7.31; 19.5]; eram falsos [Jr 6.18]; não sabem dada de Deus [Jr 14.18]; estavam contaminados [Jr 23.11]. os sacerdotes ouviram [Jr 26.7; 27.16] a Jeremias e não se arrependeram.

3. Os profetas - Os profetas contemporâneos de Jeremias, realmente não cumpriam a sua vocação, sua missão, seu papel, não seguiam o exemplo de Jeremias, pois consultavam a deuses falsos [Jr 2.26-27], profetizavam falsamente [Jr 5.31; 14.14-15; 23.13-16, 31]. O que dizer das profecias azedas? Prefecias de protesto pelo protesto, i.é., de origem humanas ou para agradar as pessoas, com o intuito de aparecer.

III. ISRAEL FOI DESTRUÍDO POR LHE FALTAR VERDADEIROS PASTORES – Leitura sugerida: Jr 8.11-12; Jr 23.2; Os 4.6-8; Os 6.3, 6-7;

Quantas não foram as vezes que a nação israelita falhou diante de Deus? Quantas não foram as vezes que Deus usou os profetas para lhes dar a sua repreensão? Ao invés de exortar contra o pecado, os pastores se igualaram às nações vizinhas, abomináveis aos olhos do altíssimo. O profeta dizia as palavras de Deus, os pastores mentiam e afastavam o povo para longe de Deus. Os reis consultavam aos falsos profetas, que por sua vez anunciavam uma paz que não existia [Jr 8.11].

O verdadeiro papel, vocacional do pastor hoje é levar a igreja à santificação, pureza diante do Pai, o sumo-pastor. Trazer palavras vivas, que curam a alma, lava completamente de todo pecado, promove arrependimento e conversão, e assim, conforto à alma [At 3.19], esta é a verdadeira vocação do pastor vocacionado por Deus. Por tudo, não é exagero dizer que há muitos pastores que estão se auto-proclamando, se auto-vocacionando e se auto-dirigindo. Isto é muito sério.

IV. OS DEVERES DAS OVELHAS – Leitura sugerida: Hb 13.7, 17, Ap 1.3

A obediencia [Hb 13.17], a honra [Hb 13.7] e a participação direta das ovelhas junto ao seu pastor, no exercício pastoral, é vital para que o pastor exerça bem o seu papel e e o rebanho viva bem.

CONCLUSÃO

Jesus Cristo disse: “Eu sou o bom Pastor: o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas” [Jo 10.11]. Os pastores no tempo de Jeremias não foram assim, negaram-se diante de Deus e o que é pior não se arrependeram, não choraram o seu pecado [Lc 22.62], pelo que Deus cumpriu as suas palavras de juízo, ditas pelos profeta.

Adoremos a Deus, mais vigiemos e oremos para que não venhamos a cair em tentação. Oremos pelos nossos pastores, professores, mestres e ensinadores da Santa Palavra de Deus.

F.A. Netto                                                                                  Soli Deo Gloria         

Fontes
1- Bíblia de Estudo Plenitude. São Paulo. Ed. Sbb, 200;
2- Cf. ARCHER, Gleason L. Merece confiança o Antigo Testamento? São Paulo: Vida Nova, 1984, p. 298;
3- MACARTHUR, JR., John. Ministério Pastoral, Alcançando a excelência no ministério cristão. Rio de Janeiro. 4ª ed.; CPAD;
4- GONÇALVES, José. As ovelhas também Gemem. 1.ed. Rio de Janeiro, CPAD, 2006, pp. 42-3

3 comentários:

  1. Passei para agadecer-lhe o seu comentário. e dizer-lhe que também já estou seguindo seu blog. Estou a construir outro blog mas este será de vários autores, poe isso queria perguntar ao meu irmão se posso incorporar alguma mensagem sua, claro que respeitarei sempre o autor.As minhas saúdações em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Estou aqui para agradecer a sua visita e comentário em meu blog.
    Aproveito para dizer que estou seguindo o seu blog...o irmão está de parabéns.
    Deus o abençoe.
    Em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  3. Irmã Andrea, paz e já agradeço a visita e comentários.

    ResponderExcluir

The Best Articles