quinta-feira, 20 de maio de 2010

Profetas & Profetisas - Um panorama das Profecias do AT e do NT

Grande profeta se levantou entre nós! - Lc 7:16

Profetizar significa proclamar, anunciar, falar a mensagem de Deus. Trata-se de verbalizar ou repetir o que Deus disse ou ordenou que dissesse. Um profeta é o porta-voz do divino para seus filhos.

Profecia é a mensagem de Deus anunciada por meio de um profeta a respeito da vida religiosa e moral do seu povo [2Pe 1.20-21]. As profecias tratam, às vezes, do futuro, mas geralmente se prendem às necessidades presentes das pessoas.

O Profeta - O novo Moisés, o profeta prometido [Dt 18.15,18]. Pode ser aquele que deveria anunciar a vinda do MESSIAS [Mt 11.9-10] ou então o próprio Messias [Mt 21.9-11; Lc 24.19-21; Jo 6.14; 7.40].

Profetas & Profetisas - Eram homens e/ou mulheres [At 21.9-10] chamados por Deus para falar por Ele e relatar fatos no plano divino. Profetas era também a forma como os israelitas/judeus se referirem à segunda divisão da Bíblia Hebraica [Mt 5.17]. Esses livros são os seguintes: Js, Jz, 1 e 2Sm, 1 e 2Rs, Is, Jr, Ez e os doze profetas menores. Embora o nosso AT contenha os mesmo livros que estão na Bíblia Hebraica, a ordem em que eles estão colocados não é a mesma.

Quando Jesus ressuscitou o filho da viúva, os circundantes responderam dizendo, “Grande profeta se levantou entre nós!” [Lucas 7:16; comparar com Marcos 6:15; 8:28]. No pensamento judeu, os acontecimentos religiosos mais claros encontram seu foco na chamada e ministério de um profeta. Essa era a forma como Deus se comunicava com seu povo. Quando responderam a Jesus, as pessoas estavam de fato mais certas do que imaginavam. Deus os visitara através dele. Jesus Cristo foi mais do que um profeta, na verdade o clímax da ordem profética predita por Moisés [Dt 18:15-19] e depois dele houveram outros profetas, mais não igual a Ele, Jesus Cristo!

No AT, os profetas não eram intérpretes, mas sim porta-vozes da mensagem divina [Jr 27.4]. No NT, o profeta falava baseado na revelação do AT e no testemunho dos apóstolos, edificando e fortalecendo assim a comunidade cristã [At 13.1; 1Co 12.28-29; 14.3; Ef 4.11]. A mensagem anunciada pelo profeta hoje deve estar sempre de acordo com a revelação contida na Bíblia. João Batista [Mt 14.5; Lc 1.76] e Jesus [Mt 21.11,46; Lc 7.16; 24.19; Jo 9.17] também foram chamados de profetas. Havia falsos profetas que mentiam, afirmando que as mensagens deles vinham de Deus [Dt 18.20; At 13.6-12; 1Jo 4.1].

Profecia no Velho Testamento - Profecia, com seus termos correlatos [profeta, profetizar e profético] se deriva de um grupo de palavras gregas que, no grego secular, significam proclamar ou anunciar. No grego bíblico, entretanto, estas palavras sempre expressam falar ou anunciar algo sob a influência de inspiração espiritual.

Uma das declarações mais claras e mais significativas sobre a natureza da inspiração profética no Velho Testamento está em Números 12:6-8: Então [o Senhor] disse:

"Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós há profeta, eu, o Senhor, em visão a ele me faço conhecer, ou falo com ele em sonhos. Não é assim com o meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, claramente, e não por enigmas; pois ele vê a forma do Senhor".

Nesta passagem se encontram muitas idéias importantes sobre a natureza da inspiração profética: 1. O dom profético de Moisés [em seu tempo] foi único pois só ele recebia revelações diretamente de Deus; 2. Comumente, a revelação profética vinha através de um sonho ou visão; 3. O significado da revelação profética não é sempre totalmente clara a profecia algumas vezes é ambígua.

Idéias posteriores sobre a natureza da revelação profética encontram-se em Dt 18:18:

"Suscitar-lhes-ei um profeta do meio de seus irmãos, semelhante a ti, em cuja boca porei as minhas palavras, e ele lhes falará tudo o que eu lhes ordenar."

Essa passagem é interessante porque Jesus era identificado como Moisés que veio para preencher o que havia sido predito [Atos 3:22; Atos 7:37]. A referência histórica mais imediata é à sucessão de profetas que lideraram Israel de Josué a Malaquias. A frase "Porei as minhas palavras na sua boca" se refere ao processo de divina inspiração e é reminiscência da fórmula profética comum no Velho Testamento: "O Senhor disse a [tal profeta]" [veja exemplos em I Samuel 15:10; II Samuel 24:11, I Reis 19:9; Jonas 1:1; Ageu 1:1; Ageu 2:1; Ageu 2:20; Zacarias 7:1; Zacarias 8:1]. Logo, temos que um profeta é alguém que fala [ou repete] tudo o que Deus lhe disse.

Formas de Inspiração Profética - O profeta ou profetisa recebia de Deus a mensagem, i.é., a inspiração, direta o por sonhos. Os sonhos eram um modo reconhecidamente comum de inspiração por todo o mundo antigo, embora se desse mais atenção a eles na Grécia do que em Israel.

Os sonhos na Bíblia se dividem em duas grandes categorias: sonhos cujo significado é evidente e sonhos simbólicos que normalmente requerem a competência de um intérprete. Nos sonhos cujo significado é evidente, normalmente um ser sobrenatural [Deus ou um anjo] aparece ao sonhador e fala com ele de uma maneira direta. Mais frequentemente, no entanto, os sonhos têm elementos simbólicos que requerem interpretação.

Os dois grandes intérpretes de sonhos são José e Daniel; o último é um profeta. Os dois sonhos simbólicos que José teve [Gn 37:5-11] tiveram significado suficientemente evidentes de tal maneira que seus irmãos e pai foram capazes de interpretá-los imediatamente. Mais complexos foram os sonhos do mordomo e do padeiro [Gênesis 40:1-19] e do Faraó [Gênesis 41: 1-36], que José foi capaz de interpretar com a ajuda de Deus. Semelhantemente, Daniel foi capaz de interpretar os sonhos de Nabucodonozor [Daniel 2:25-45, Daniel 4: 4-27].

Fontes
1. Bíblia Ilúmina Gold;
2. GRUDEM, Wayne. Cessaram os dons espirituais? Ed Vida, São Paulo, 1 Edição, 2003, 367p;
3. Buckland, Dicionário Bíblico Universal. Ed Vida, São Paulo, 7 Edição, 1993, 453p;
4. DEERE, Jack. Surpreendido pelo poder do Espírito. Ed Cpad, 15 Edição, 2005, 286.

4 comentários:

  1. QUE DEUS ABENÇOE RICAMENTE A SUA VIDA.
    MUITO EDIFCANTE E NOS PERMITE OBTER CONHECIMENTOS PROFUNDOS DA PALAVRA DE DEUS.
    VENHA CONHECER O MEU BLOG :http://deusestanocontroledetudo.blogspot.com/

    jÁ ESTOU SEGUINDO ESTE BLOG.
    OBRIGADA PELA VISITA E POR SEGUIR O MEU TRABALHO, QUANDO QUISER EXPONHA O SEU PENSAMENTO SOBRE O QUE ESCREVO.
    OBRIGADA, E FIQUE NA SANTA PAZ DE CRISTO JESUS!!!

    ResponderExcluir
  2. Paz, meu querido!!
    Me perdoe a demora em retribuir minha visita, mas valeu a pena vir até aqui.
    Seu blog é bem equilibrado, uma bênção.
    Abraços em Cristo.

    ResponderExcluir
  3. Eu louvo ao Sehor Jesus porque tem usados vasos maravilhosos na proclamação do Evangélho da salvação, fico feliz em está aqui no seu blog, compartilhando dessas preciosidades, a revelação da palavra de Deus tem vindo de muitas formas, e essa é muito valiósa porque vem acompanhada de riquezas, Deus te abençoe sempre, um grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Blociro, paz e já agradeço pela visita e comentários, bem-vindo.

    Att.,

    Profº Netto, F.A.

    ResponderExcluir

The Best Articles