terça-feira, 19 de outubro de 2010

A Oração em o Novo Testamento - Lição 4


INTRODUÇÃO
A História Eclesiástica nos diz muito sobre a Igreja plantada por Jesus Cristo. Os movimentos marcantes que amoldaram esta Igreja ainda servem de referência para o tempo hodierno. Jesus ensinou tudo sobre o Reino e os discípulos perpetuaram essas doutrinas. O Pentecostes [At 2] também deixou a sua marca, porém, a Igreja primitiva é muito ensina através da sua essência e estilo. Frequentemente usamos o retrovisor para ver e aprender pelos moldes da Ekklesia máter. Como oravam, viviam?

I. A ORAÇÃO NO INÍCIO DA IGREJA
A ordem para permanecer em Jerusalém foi clara e direta: “...sereis batizados com o Espírito Santo”. Compensa ler alguns versos começando por At 1.8 e mais [At 1.4,12-14; 2.1-3; Lc 24.49]. Os motivos? Receberem poder, revestimento, coragem e evidentemente agir pela vontade divina. At 1.8 diz: “Recebereis poder...”, que em grego é dínamo, a mesma raiz de dinamite. Foi por isso que Pedro e os outros foram corajosos e valentes e venceram as perseguições. Uma oração com e no Espírito é viva e eficaz!

Se eu disser que existe Igreja sem a presença do Espírito Santo, me faço mentiroso. Logo, os onze apóstolos ainda não eram a Igreja, e, somente após a descida do Espirito Santo é que de fato nasceu a Igreja, assim a primeira reunião de oração da Igreja plantada por Jesus Cristo foi depois da descida do Espírito e não antes. Longe de mim o semear dissensão. Concordo que a Igreja Primitiva em seu estilo permanente de ensino/comunhão/partir do pão e oração colheu seus frutos. Tratava-se de um estilo, pois, hoje quando dizemos “Reunião de oração” estamos nos referindo a uma escala de atividade das igrejas atuais. Os primitivos não faziam isso com uma minoria, mais sim com todos, unânimes. Compensa ler {At 1.14; At 2.42,46; At 4.24,31; At 6.4,6; At 7.60; At 8.14-17; At At 12.5; At 16.25; At 28.8}.

Pedro e João ao serem presos perseguidos por terem curado ao paralítico em nome de Jesus {At 3} e também por anunciarem em Jesus a ressurreição dos mortos {At 4.1-3} foram presos. A Igreja unânime levanta suas orações a Deus {At 4.24}.

II. PRINCÍPIOS DA ORAÇÃO CONGREGACIONAL
Temos muitos princípios, sejam: ideológicos, éticos, profissionais, também de família e no que diz respeito à Ekklesia não diferimos. Todo filho de Deus que tem uma fé enraizada nas doutrinas apostólicas, e, claro, enraizadas em Cristo, foca suas orações em alvos, alguns permanentes e outros mutáveis. Alvos permanentes dessas orações: crescimento do reino, i.é, avanço do evangelho não somente via terrestre, fronteiriço, mais também avanço em conhecimento de Cristo. Foi o apóstolo Pedro que disse: “Antes, crescei na graça e conhecimento do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo...” {2Pe 3.18}. Sintetizando, nossas orações precisam focar não somente o crescimento horizontal do reino, i.é, avanço do evangelho, mais também crescer verticalmente em conhecimento de Cristo.

Outras necessidades não devem ser esquecidas, a salvação da família; a sustentação da família; a saúde física, mental e espiritual dos filhos de Deus; nosso país e seus líderes, etc. A Igreja está neste mundo, e, como disse o Pr Enoque: “Não somos seres etéreos...”. Somos sal e luz para este mundo que vivemos.

Os líderes sempre são os primeiros exemplos: Jesus Cristo [Mc 6.46; Jo 17]; Paulo [Fp 1.4]; Pedro e João [At 3.1]; A Igreja Primitiva [At 6.4]; Pedro [At 9.40]; Paulo e Barnabé [At 14.23]. Não somente a Igreja precisa orar pelos seus líderes, mais estes líderes precisam abençoar a Igreja em oração e também serem exemplos de fato de servos que oram. Coisa que não vemos hoje acontecer. Os cultos antigamente começavam mais cedo para que todos orassem antes de começar. Os pastores iam nas casas dos crentes para orar, hoje, quando vão é para almoçar ou então é porque é festa de aniversário, ou, porque alguém morreu, o casal está em guerra... etc.

III - O APÓSTOLO PAULO E A ORAÇÃO
Não temos um conhecimento profundo acerda de Paulo, especialmente onde recebeu as revelações pelas quais escreveu as 13 epístolas e particularmente acho até que Hebreus também foi ele, porém, penso no apóstolo em questão como um desbravador, profundamente preparado em conhecimento, o que nos falta hoje. É verdade, sabemos pouco dEle. Sugiro aqui papirar na biografia deste homem de Deus.

Seu zelo é algo assim assustador. Seu foco, suas energias e concentração eram exclusivas à missão à qual foi comisionado por Jesus Cristo. Neste ponto eu e muitos ensinadores também tropeçamos. O zelo? muitos nem mesmo sabem o que é. João cap. 2 e Mateus 21 apontam Jesus Cristo exercendo este zelo especial, limpar e restaurar o altar, o lugar de adoração...

Paulo sempre orava pelos cristãos, pela Igreja e pelo avanço do Reino.

CONCLUSÃO
Eu penso que oro muito pouco, reconheço isto e já estou mudando. A Igreja precisa reconhecer este pecado, pois, perdeu este amor. Não choramos mais nas orações pelas almas, pela Igreja, por nossa família. Soli Deo Gloria [Rm 11.36].

Profº Netto, F.A.

Fontes
Revista Ensinador Cristão. CPAD, nº 44, p.38.

ZUCK, Roy B. (ed). Teologia do Novo Testamento. 1. ed. Rio de Janeiro, CPAD, 2008.
BRANDT, Robert L.; BICKET, Zenas J. Teologia Bíblica da Oração. 4. ed. Rio de Janeiro, CPAD, 2007.
SOUZA. Estevam Ângelo. Guia Básico de Oração: Como Orar com Eficácia no seu Dia-a-Dia. 1.ed. Rio de Janeiro, CPAD, 2002.
Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro, CPAD, 2009.

4 comentários:

  1. Bom dia Pastor Francisco.
    Obrigada pelo comentário em meu blog, é sempre gratificante ler e ouvir agrados pelo meu trabalho, ainda mais por uma pessoa conhecedora da Palavra de Deus.
    Mais uma vez obrigada!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo seu ministério de ensinador cristão....continue sendo benção para seus alunos e companheiros de jornada...

    ResponderExcluir
  3. Bună Ziua !
    Vă rog, domnule Francisco Araújo Netto, să-mi iertaţi "impetuozitatea", dar, eu mă bucur pentru SEMENII mei ... care cresc ... ÎN LUMINA ADEVĂRULUI !
    Deşi ... am trimis două comentarii ... vă RESPECT MUNCA !
    Deci ... voi reveni SĂ ÎNVĂŢ !
    ... să mă iertaţi, însă ! ... voi şi 'comenta', sper ... BENEFIC !
    ~
    Sper că dvs. ... puteţi traduce mai bine, decât pot eu s-o fac ("Fiecare pentru SINE, dar ... ALĂTURI de Semenii SĂI !").
    ~
    Vă doresc multă Sănătate !
    Doamne ajută !
    ~
    Cornelius,

    PS: ... voi încerca să citesc ... de la BUN început ! ...
    (am păstrat link ! Mulţumesc !)
    ~,

    ResponderExcluir
  4. RADIO GOSPEL MUSIC LIFE

    http://crescerevencercomjesus.blogspot.com

    ResponderExcluir

The Best Articles