quinta-feira, 22 de abril de 2010

Chorando aos pés do Senhor - Lição 4

TEXTO BÍBLICO: Jr 9.1-3, 5-9

INTRODUÇÃO                          
"Jesus chorou" - Jo 11.35
Lamento, infelizmente o nosso vernáculo é pobre no conceito desta palavra, uma vez que seu original tem conotação de choro, sofrimento interno mais contundente, mais intenso. Em poucas palavras, “chorar amargamente” [Lc 22.62]. Vale lembrar aqui também a causa, o que motivou Jeremias ao lamento, a rebeldia contumaz, a apostasia, a dureza de coração, a insensibilidade espiritual, etc.

I - O LAMENTO DE JEREMIAS

A insensatez, a frieza, a rebeldia, a insolência e os deboches, a adoração a outros deuses e o descrédito dado ao porta-voz de Deus, o levou a lamentar amargamente pelos seus compatriotas.

1. O profeta das lágrimas:

O profeta condoeu-se e externou a sua dor intima através do choro amargo, por causa das almas de seu povo. Eles abandonaram a Deus e adoravam à Rainha dos Céus, deusa babilônica Istar [Jr 7.18]. Queimavam seus filhos e suas filhas a Baal, deus moabita de nome Moloque [Jr 7.31; Jr 19.5]. Seus profetas foram comparados aos habitantes de Sodoma e Gomorra [Jr 23.13-14]. Tem razão de Jeremias lamentar e interceder, pois, sabia que Deus cumpriria a sua palavra. O juízo foi sobre os judeus no tempo de Jeremias por causa do estado moral caído e isto para ensino nosso. Esse lamento é marcante [Jr 9.1; Jr 9.10, 18; Lm 5.15].

Chorar e lamentar enquanto ministro de Deus, vocacionado à causa celestial, implica em alguns momentos, derramar lágrimas. Porque? Porque nos damos conta que somos limitados. Vemos o sofrimento de um irmão e a nossa natureza não aceita, ficamos anestesiados. Às vezes oramos, mas a cura não vem [Fp 2.26-27; 1Tm 5.23; 2Tm 4.20]. O apóstolo Paulo operou milagres e maravilhas, mais nada pode fazer nesses casos citados. Mas, o choro deve ser maior pelas almas.

Alguns choraram por causas nobres: José do Egito [Gn 42.24] Neemias [Ne 1.4]; Jó [Jó 1.20; 16.16]; Jesus Cristo [Lc 19.41; Jo 11.35]; Pedro [Lc 22.62] e outros tantos.

2. O profeta da solidão:

Estar num “monte” [Mc 6.46] é antes de tudo, meditar, entregar-se totalmente nos braços do Pai. O profeta Jeremias desejou [Jr 9.2] não um monte, mais um deserto, i.é, distanciar-se da miséria, das abominações. Sua natureza não aceitava o comportamento deplorável dos judeus. Porém, Deus o quis no meio do povo como atalaia. Este também é o desejo de Deus, para os seus vocacionados hoje, ser porta-voz, ser perfeito no meio do imperfeito.

II – O LAMENTO DE SAMUEL

Faz-se importante destacar aqui que, ao lembrar de Moisés e de Samuel [Jr 15.1], Deus não estava desprezando o seu porta-voz Jeremias. Pelo contrário, este estava sendo instrumento, elo, intercessor, meio pelo qual de Deus fazia chegar suas palavras para os judeus. Porque Moisés? Ele ainda estava no monte quando Deus o avisou da abominação dos hebreus [Ex 32.7-8]. Deus o avisa do juízo sobre o povo e Moisés intercede, pelo que Deus o ouve. [Ex 32.9-14; 30-35].

Samuel, o profeta, também sofreu muitíssimo por causa da rebeldia e dureza do coração do povo. Nem seus filhos foram achados firmes [1Sm 8.5-6]. O povo, embrutecido de coração rejeita ao profeta Samuel e a Deus. O rei Saul oferece holocausto no lugar de sacerdote [1Sm 15.9]; Saul desobedece a ordem de Deus [1Sm 15.3, 22-23]; Saul mata aos sacerdotes e aos habitantes da cidade dos sacerdotes [1Sm 22.18-21].

O importante aqui neste ponto é que estes profetas intercedem com todas as suas forças pelo povo, aliás, eles não desistiram. Como urge homens e mulheres vocacionados ao ministério de Deus para imitar as ações de Moisés, Samuel, Neemias, Ezequiel, Jesus Cristo e outros tantos. A Palavra não muda, mas o grande mal é que povo tende a mudar. O alerta está soado!

III – O LAMENTO DE OSÉIAS

Este profetizou aos do reino do norte [Os 1.1] e é comparado a Jeremias que profetizou em Jerusalém, reino do Sul composta de suas duas tribos, Judá e Benjamim [2Cr 11.1,3]. Oséias também viu as abominações do povo [Os 2.1, 10, 13].

O povo imaginava no seu coração que o amor poderia ser comprado: “...mercou Efraim amores" [Os 8.9], e, que amando objetos sem valor, poderia obter benefícios positivos: “...se tornaram abomináveis com aquilo que amaram” [Os 9.10]. Mas, Deus quis que conhecessem seu amor: “Quando Israel era menino, eu o amei...” [Os 11.1].

Deus fez que o profeta Oséias fosse o seu próprio sermão. Por ordem de Deus, Oséias casou-se com mulher impura: “Mulher de prostituições...” [Os 1.2], a amou e lhe deu filhos [Os 1.3], e foi atrás dela quando o abandonou [Os 3.1]. Resumo: metaforicamente, a mulher simbolizava a nação com suas prostituições, que fora amada, recebera amor e filhos, não obstante, abandona seu marido, e este, vai atrás. Este era o amor de Deus demonstrado por Israel, através de seu servo Oséias.

IV - O LAMENTO DE PAULO

O apóstolo Paulo mesmo sendo chamado pelo proprio Cristo [At 9.5; 18.28; 22.8] e separado para a sua missão [At 9.15; 13.2-3] e sendo arrebatado para fora si [At 22.17; 2Co 12.1-4], mesmo recebendo de Deus tudo o que escreveu [13 epístolas], não ficou imune às canceiras e lamentos. veja alguns desses lamentos:

7 lamentos paulinos em relação à igreja:

1. A moral dos líderes: João Marcos abandonara a obra pela metade [At 15.37-38]; Os ensinadores falsos [1Tm 6.1]; Himeneu e Fileto [2Tm 2.17-18]; Demas desamparou a Paulo [2Tm 4.10];

2. A apostasia dos gálatas: receberam a Cristo, porém, voltaram atrás [Gl 3.1-3];

3. A rejeição dos judeus: em Corinto os judeus rejeitam os ensinos de Paulo [At 14.19; 18.6] e ele vai para os gentios;

4. Muitas outras rejeições dos judeus: At 13.45, 50-51, 14.2;

5. Pela rejeição dos judeus a Jesus Cristo: “Tenho grande tristeza e incessante dor no coração”, e, “São israelitas...” [Rm 9.1-7; 10.1-5]. O apóstolo lamentou muito por isto;

6. A moral de alguns cristãos: um abusara da mulher do pai [1Co 5.1-2, 11]; outros naufraga na fé [1Tm 1.19-20]; ainda uns tomavam parte da mesa indignamente [1Co 11.30]; Alexandre, o latoeiro [2Tm 4.14];

7. O desamparo na defesa: Paulo não foi assistido pelos seus na sua defesa em Roma [2Tm 4.16, 17], mas, Deus o fortaleceu.

CONCLUSÃO

O porta-voz de Deus, Jeremias, diante de tão triste situação espiritual dos judeus, degradação moral, rejeição às palavras de Deus, tanto do povo quando dos profetas, sacerdotes, principes e reis, lamentou muito. Sabia que se cumpririam todas as profecias. Dizer que não devemos chorar é inaceitável. Muitos cristãos se fazem de mocos quando ouvem uma mensagem mais centrada em Cristo, na Bíblia, mais exortativa. Preferem palavras agradáveis aos seus ouvidos. Mas, o apóstolo Paulo disse: "Prega a palavra..." [2Tm 4.2]. Que haja lamento, mas, também haja pregação do Evangelho.

F. A. Netto.

Fontes:
1 - Bíblia de Estudo Plenitude. São Paulo. Ed. Sbb, 200;
2 - Cf. ARCHER, Gleason L. Merece confiança o Antigo Testamento? São Paulo: Vida Nova, 1984, p. 298;
3 - MACARTHUR, JR., John. Ministério Pastoral, Alcançando a excelência no ministério cristão. Rio de Janeiro. 4ª ed.;CPAD, 2004;
4 - MURRAY, John. Romanos, Comentário Bíblico Fiel. São José dos Campos. 1ª Edição, Ed. Fiel, 2003. 684p.

4 comentários:

  1. Abençoado, obrigada pelo seu trabalho. Que Deus derrame bençãos sem medida sobre tua casa. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ilustre mestre,Paz de Cristo, seu comentário ficou excelente, gostei muito mesmo, inclusive usei uma parte dele no plano de aula hoje à tarde. Que Deus continue te abençoando ricamente.

    Alan Fabiano

    ResponderExcluir
  3. Caro Francisco Araújo.... Iso que entendo de um BLOG evangélico onde estamos propagando o evangelho de Cristo.... me indicaram seu blog já estou seguindo tb espero sua visita.

    Um Abraço

    Pr. Gualter Guedes

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo blog. Esta lição veio no momento certo...a apostasia está geral nos nossos dias que DEUS NOS AJUDE!

    A PAZ DO SENHOR.

    ORE POR NÓS EM IPOJUCA-PE!!!

    ResponderExcluir

The Best Articles